Como convencer minha família da importância de um apoio psicológico?

Como convencer minha família da importância de um apoio psicológico?

A primeira coisa que precisamos considerar em relação ao apoio psicológico é o preconceito em relação a fazer terapia. Na nossa sociedade ainda se fala muito que terapia é para louco, pra rico, ou ainda que problema emocional é frescura ou sinal de fraqueza.

O que percebemos na realidade é que a falta de informação é um dos primeiros vilões que devemos combater.  Temos a ideia de que um remédio pode resolver qualquer tipo de problema, sofrimento ou dor.  Mas não é assim que funciona com as emoções.  Os remédios são necessários para conter os sintomas de ansiedade, depressão, pânico, etc, mas infelizmente eles não resolvem o problema.

O que efetivamente resolve o problema é quando aprendemos a lidar com a situação que nos causa tais sentimentos. Quanto mais informados estivermos sobre como nossas emoções se desenvolvem e se mantém, mais fácil ficará conseguirmos compreender os benefícios do tratamento psicológico - um dos objetivos da psicologia é esse: ensinar novos comportamentos.

Então levar informações para os familiares, panfletos descritivos sobre os trabalhos, e principalmente mostrar casos que já deram certo, pacientes e familiares que já foram beneficiados pelo tratamento pode ser uma excelente estratégia para que a família perceba que a psicologia pode ser um caminho.

Outro problema quando falamos em família, é que nem todos os elementos conseguem perceber o real sofrimento que acomete o paciente e até mesmo toda a estrutura familiar.  Neste caso muitas vezes a dificuldade é tratada como preguiça, fraqueza e até frescura.

Normalmente esse elemento lidera a família e acaba impedindo que os outros se beneficiem da terapia, seja individual ou familiar.  É importante que as pessoas que identificam o sofrimento do paciente, busquem esse apoio, mesmo que nem todos concordem.  Aos poucos, com os benefícios advindos do processo, todos perceberão as diferenças e entenderão o verdadeiro objetivo do tratamento psicológico.

Além da falta de informação e preconceito, há também as crenças individuais de que temos que resolver nossos problemas sozinhos.  Isso não é real e só nos atrapalha, pois faz com que fiquemos em nosso mundo, fechados, lutando com as mesmas armas contra os monstros que não param de crescer.  Pedir apoio aos familiares de maneira direta, dizer que precisa de ajuda é fundamental para que todos possam, unidos, buscar as melhores estratégias.

Na realidade não é possível convencermos alguém a fazer terapia ou participar de grupos de apoio, porque a participação das pessoas no processo deve ser profunda – o que não acontece se a pessoa for obrigada a frequentar esse tipo de tratamento.

A melhor estratégia é o diálogo, procurando mostrar as dificuldades e as alternativas que já foram colocadas em prática, mas que não deram resultados positivos.  A família precisa sentir e compreender que não está sozinha, que não precisa passar por todos esses problemas sozinha.  Num grupo de apoio por exemplo, será possível trocar experiências com outras pessoas que vivem problemas semelhantes, e por meio da troca, encontrar a melhor alternativa para as dificuldades.

Conversar abertamente e tratar os problemas sem preconceito dentro da própria família é que vai trazer a oportunidade de buscar solução para os mesmos.  Esconder os problemas, além de não os resolver, só reforça a ideia de que eles não existem.

Erika Scandalo

Erika Scandalo

Especialista em Psicologia Clínica, escreve sobre a vida e diferentes formas de aproveitá-la.  Acredita que a felicidade é consequência de uma visão proativa sobre as dificuldades.  Ser feliz é mais um olhar sobre o que se tem, do que ter tudo o que se quer. Site: www.erikascandalo.com.br

  • IKCC - International Kidney Cancer Coalition
  • World Ovarian Cancer Day
  • WAPO - World Alliance of Pituitary Organizations
  • The Carcinoid Cancer Foundation
  • Alianza GIST
  • The Life Raft Group

Faça parte Novidades

Temos muitas coisas para compartilhar com você.
Lembre-se: você não está sozinho!

Digite o email corretamente

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso. Obrigado!

Indique este site

Indicação realizada com sucesso!

Seja parceiro

Mensagem enviada com sucesso!

Seja voluntário

Mensagem enviada com sucesso!

Envie seu depoimento

Depoimento enviado com sucesso!