Imunoterapia com Nivolumab (opdivo) se mostrou eficaz no tratamento do câncer de cabeça e pescoço

Imunoterapia com Nivolumab (opdivo) se mostrou eficaz no tratamento do câncer de cabeça e pescoço

O câncer de cabeça e pescoço é um conjunto de doenças da via respiratória e digestiva superior (incluindo lábio, língua, faringe, laringe, cavidade nasal e glândulas salivares). Doenças aparecendo nestas localizações têm algumas semelhanças, a primeira é que se originam do mesmo tipo de célula, a célula da pele que recobre essas partes do corpo. A segunda semelhança é quanto aos fatores de risco. Existem aqui dois grupos, as doenças relacionadas ao fumo e ao álcool e as doenças relacionadas à infecção pelo vírus HPV (mais comum na língua e orofaringe).

O tratamento segue o mesmo princípio para todas estas partes do corpo, independe se a causa foi o cigarro ou vírus HPV. Quando a doença é detectada em estágio precoce, e está pequena, o tratamento é feito com cirurgia para a retirada do tumor. Quando a doença está maior, ou há comprometimento dos gânglios do pescoço, o tratamento pode ser feito tanto com cirurgia quanto com quimio e radioterapia juntos. Nesta situação é importante a avaliação conjunta do cirurgião, do oncologista e do radioterapeuta, para determinar a melhor forma de tratamento.

Existem situações onde a doença já saiu da região da cabeça e pescoço e alcançou órgãos a distância, normalmente usando os vasos sanguíneos para se espalhar para locais como o fígado ou o pulmão, é o que chamamos de doença metastática. Neste caso não há a possibilidade de fazer um tratamento que elimine a doença por completo. É feito então o tratamento com quimioterapia, que é administrada na veia e chega a todos os locais do corpo, com o objetivo de diminuir o tumor e controlar seu crescimento pelo maior tempo possível.

O tratamento com quimioterapia mais utilizado nestes casos são combinações de dois ou mais medicamentos, sendo sempre um deles uma platina (Cisplatina ou Carboplatina ). O tratamento é repetido até que ele pare de funcionar, ou que não haja mais doença visível, ou que a pessoa esteja cansada, visto que podem ter esses efeitos colaterais. Quando o medicamento para de funcionar ele é trocar por outro, o que chamamos de segunda linha de tratamento.

Um estudo recente comparou Nivolumab, um estimulador do sistema imunológico, com vários tipos de tratamentos, aplicados na segunda linha. Nivolumab teve um resultado melhor em controlar a doença do que qualquer dos outros medicamentos utilizados e com menos efeitos colaterais.

Este medicamento não age diretamente no câncer, ele age estimulando a célula do sistema imunológico. Esta célula de defesa, quando ativada, procura e destrói o tumor. Isto tem se mostrado útil no tratamento de diversos tipos de câncer com o câncer de pulmão, rim, melanoma e agora no câncer de cabeça e pescoço.

Esta é uma nova classe de medicamentos com grande potencial em oncologia, nos últimos anos temos visto resultados promissores no tratamento de diversas doenças. É provável que vejamos resultados como estes em diversas outras doenças no futuro próximo.

 

Dr. Felipe Ades

Dr. Felipe Ades

Felipe Ades é médico formado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com especialidade em Oncologia Clinica pelo Instituto Nacional de Câncer (INCa). Passou 5 anos na Europa onde adquiriu os títulos de mestre no Institut Gustave Roussy em Paris e doutor (PhD) no Institut Jules Bordet em Bruxelas. Trabalhou em diversos aspectos da pesquisa em câncer, desde estudos em laboratório, testes de novos medicamentos com pacientes e políticas de saúde e saúde coletiva em câncer. Atualmente trabalha no Hospital Alemão Oswaldo Cruz e no Centro Paulista de Oncologia, em São Paulo. Nas horas vagas é mountain biker e guitarrista amador e aspirante a alpinista. Website: drfelipeades.com

  • IKCC - International Kidney Cancer Coalition
  • World Ovarian Cancer Day
  • WAPO - World Alliance of Pituitary Organizations
  • The Carcinoid Cancer Foundation
  • Alianza GIST
  • The Life Raft Group

Faça parte Novidades

Temos muitas coisas para compartilhar com você.
Lembre-se: você não está sozinho!

Digite o email corretamente

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso. Obrigado!

Indique este site

Indicação realizada com sucesso!

Seja parceiro

Mensagem enviada com sucesso!

Seja voluntário

Mensagem enviada com sucesso!

Envie seu depoimento

Depoimento enviado com sucesso!